Caro irmão (a), início do ano é sempre tempo de esperança, de renovar projetos, de estar motivados para crescer e responder com generosidade o chamado que Deus nos faz ao longo da vida.

Sim, Deus nos chama a cada dia, para que cresçamos como pessoas humanas, como filhos amados e como membros da Igreja. O chamado de Deus é sempre discreto através das pessoas que nos rodeiam, dos acontecimentos cotidianos, da Palavra de Deus rezada e ouvida na liturgia, da Igreja pelos seus ensinamentos, e dos pobres que vêm ao nosso encontro pedindo solidariedade e nos ensinando a sermos mais humanos. O grande chamado de Deus é para a vida. Cuide com carinho de sua saúde, Deus nos quer felizes, realizados e santos no amor. Quanto mais plenos formos como pessoa humana, mais faremos parte do Ser Divino de Deus. Jesus era plenamente humano e por isso plenamente Divino.

Caro internauta, Dom Helder Câmara, o bispo poeta, dizia que Deus habita em nós e nós habitamos em Deus. Ele expressava em oração, “saio de casa, da Igreja, de qualquer lugar, mas não saio de Deus. Quando me perguntam onde moro, tenho o desejo enorme de dizer; eu moro em Deus”. Você já pensou nisso? Se vivemos em Deus, não há o que temer. Deus está em mim e eu nele. Viver em Deus é o melhor lugar.

O mesmo Dom Helder nos lembra de que Deus mora em nós. Ao mesmo tempo, que estamos em Deus, Ele está em nós.

Desejo a você, um ano cheiro de realizações e de paz. O Papa São João XXIII dizia que a paz é fruto de quatro coisas:

A verdade, justiça, liberdade e amor. Creio que este é um bom projeto de vida, para 2016. Buscar sempre dizer e viver na verdade interior buscando a grande Verdade que é Jesus Cristo. Assumir as causas da justiça, a começar na própria família, passando pela vida da sociedade. Buscar ser livre interiormente e ajudar as pessoas a encontrarem a sua liberdade pessoal, sem as amarras dos bens materiais, das pessoas ou de vícios pessoais. E por fim, o amor. Só o amor poderá nos salvar e nos tornar plenamente felizes. Descobrir o quanto sou amado por Deus e sou capaz de amar meus irmãos.

O Papa Francisco neste ano pediu para vencermos a indiferença. Pois, ela retarda a paz. A atenção e a solidariedade são fundamentais para vencermos nossa indiferença para com Deus e para com os que sofrem. Vencendo a indiferença seremos construtores da paz.

Não se esqueça de que você tem Nossa Senhora do Sagrado Coração ao seu lado. Esta mãe te protege e cuida com carinho de você.

Servi ao Senhor com alegria!

Pe. Manoel Ferreira dos Santos Junior, MSC
(Superior Provincial)