Santuário das Almas
  • Rua Guaporé, 429 – Armênia – cep 01109-030 – São Paulo – SP
  • Telefone: (11) 3228-9988 – E-mail: contato@santuariodasalmas.com.br

O  NATAL, DEUS E  A MALOCA!

Publicado em 18 de dezembro de 2014 \\ Notícias >

PE.REUBERSON

 

Em algumas esquinas já se vê o reluzir de pequenas lâmpadas. A frente das casas são preparadas  guirlandas. Presépios   dos mais simples aos mais completos são montados. Árvores de Natal com seus  festões, bolas e  piscas-piscas já são postos  com caixas vazias embaladas em papel de presente. Estamos às voltas com o natal: Deus que  nasceu numa pobre manjedoura envolto em faixas e junto aos animais, na  pequena cidade de Belém. Celebrado de todas as formas, em todos os povos. Para os indígenas do Alto Rio Negro,  diríamos que  festejamos o  Deus  que armou sua “Maloca” entre nós.

Em todos os natais percebe-se a áurea de  mistério que  cerca esta data para  estas comunidades. Bem mais que o aspecto econômico, o natal  para  eles é religioso. Mesmo que se preocupem em pintar as casas, em preparar uma festa e convidar os amigos, natal é essencialmente ligado à  dimensão da fé. Sente-se uma  inextricável afeição que  há com a figura frágil, dócil, pobre do Menino Jesus. Verdade seja dita, as crianças são um bem inestimável para a cultura indígena. Daí resulta, quem sabe, a grande identificação com esse mistério da fé cristã.

Já bem antes do natal, sente-se esse clima religioso permeando  as casas e o coração das pessoas. As novenas são  marca clara desse ambiente. Todos querem que o menino Jesus peregrine por suas casas. Nove dias, na verdade, transformam-se em mais de duas dezenas.

Desde o primeiro dia de Dezembro até  a antevéspera do  natal, a imagem de Jesus caminha de casa em casa nas diversas comunidades. Tudo é  permeado por uma religiosidade  única e  regado por confraternizações que se multiplicam ao final das orações. Alegria das Crianças, felicidade dos pais e  congraçamento de todos.

A vigília de natal é preceito comum e recomendado. Famílias inteiras, fieis negligentes com  a religião durante o ano todo, participam da celebração. Comum é ver as Igrejas lotadas, pessoas em pé  e  se espraiando pelas calçadas para poderem ver os simbolismos do natal. Cantar o “Noite feliz”, muitas vezes vertido para uma língua local, é  o êxtase da celebração. O Clima fraterno toma conta do lugar, as alegrias se multiplicam o povo se enternece. O Natal  reacende a chama de uma vida nova, mundo novo, povo irmão.

Sob esse espírito de mistério, fé e  renovação das alegrias de vida  o natal consolidava-se com o uma verdadeira celebração de luz e alegria.

Uma festa simples, que por sua simplicidade reluz um  brilho áureo  capaz de iluminar todas as sombras da  humanidade  e  identificar-se com a  humildade das tradições e da cultura indígena.

Afinal: Deus armou sua  “Maloca” aqui!

Pe. Reuberson Ferreia, mSC
*Sacerdote Missionário do Sagrado Coração que atua entre os povos indígenas do alto Rio Negro, em SGC – Amazonas.

Dia 14 (domingo) – S. João da Cruz

Publicado em 14 de dezembro de 2014 \\ Notícias

Um Amor que realiza

Crescer na confiança de Deus quer dizer aceitação da própria fraqueza. “Sentir-se fraco e pequeno, reconhecer-se frágil, esvaziar-se”… seria leseira arcaica diante dos avanços que temos à mão?

Essas expressões designam um crescer positivo: buscar somente o amor de Deus. O amor ocupa sempre o primeiro lugar. A verdadeira pobreza: esquecer-se para deixar-se invadir pelo Amor, a verdadeira glória. A via do nada de São João da Cruz vai por esse caminho, pois significa “nada fora de Cristo”. Na busca do verdadeiro Amor, confiar, palavra comumente adaptada às facilidades atuais, significa escolher confiar em Jesus, porque n’Ele Deus revelou seu Amor, e n’Ele vai realizar em nós esse amor plenamente.

Então, nos pequeninos atos do cotidiano é que revelamos a confiança em Jesus, fonte de abandono ao Amor. A certeza do Amor de Deus é tudo. Compreender que, no “nada positivo” da existência, a verdadeira riqueza não vem de nós mesmos, mas de Deus. Reconhecer nosso nada, tudo esperar da bondade de Deus.

San_Juan_de_la_CruzSubida do monte

Para vir a saborear tudo, não queiras ter gosto em nada.
Para vir a saber tudo, não queiras saber algo em nada.
Para vir a possuir tudo, não queiras possuir algo em nada, nada, nada, nada, nada.
Para vir a ser tudo, não queiras ser algo em nada, nada, nada, nada, nada.
Para vir ao que não gostas, hás de ir por onde não gostas.
Para vir ao que não sabes, hás de ir por onde não sabes.
Para vir a possuir o que não possuis, hás de ir por onde não possuis.
Para chegar ao que não és, hás de ir por onde não és.
Para vir de tudo ao todo, hás de deixar-se de todo em tudo.
E quando venhas de tudo a ter, hás de tê-lo sem nada, nada, nada querer.
Nada querer, tudo ter. Nada querer, tudo ter.

[Palavra de São João da Cruz musicada por Irmã Kelly Patrícia. CD Só Deus basta.]

Ordenação Diaconal

Publicado em 13 de dezembro de 2014 \\ Notícias >

Ordenação Diaconal de Fernando, Girley e Rodrigo (MSC)

Foram ordenados diáconos três religiosos MSC: Fernando Clemente, Rodrigo Domingues e Girley Reis.

A ordenação diaconal aconteceu no Santuário de Nossa Senhora do Sagrado Coração, no dia 06 de dezembro de 2014.

O bispo ordenante foi Dom Antonio Carlos, MSC (Maristelo) e contou com a presença de diversos religiosos e padres, fieis vindos de diversos lugares do Brasil.

O reitor do Santuário das Almas, padre Valmir agrade imensamente aos devotos e benfeitores da Campanha dos Devotos que colaboram para a formação de novos religiosos e sacerdotes MSC.

Deus os abençoe!

Sábado, dia 13 – Santa Luzia

Publicado em 13 de dezembro de 2014 \\ Notícias

Oração a Santa Luzia

Santa Luzia (1)“Ó Santa Luzia, virgem e mártir, que tanto glorificastes ao Senhor, preferindo sacrificar a vida a Lhe ser infiel e negar a fé, vinde em nosso auxílio. Deus vos constituiu protetora contra as doenças dos olhos. Pelo amor deste mesmo Senhor amantíssimo, recorremos a vós, para que nos livreis de toda a enfermidade dos olhos e do perigo de perdê-los.

Conservai a luz dos nossos olhos para que possamos ver as belezas da criação. Conservai igualmente os olhos da nossa alma, a fé, para que possamos melhor conhecer a Deus, compreender os Seus ensinamentos, reconhecer o Seu amor para corrigir, e nunca errar o caminho.

Possamos por vossa poderosa intercessão passar a vida na paz do Senhor e chegar a vê-Lo com os nossos olhos transfigurados no eterno esplendor da pátria do céu. Amém.

Santa Luzia, rogai por nós.”

 

Dai-lhes vós mesmos de comer (Mt.14,16)

Publicado em 13 de dezembro de 2014 \\ Notícias >

Padre Otacílio foi ordenado pelo Bispo de Caicó-RN, Dom Antonio Carlos, com a presença do Superior Provincial mSC, província de São Paulo, Pe. Manoel Ferreira dos Santos Junior, na comunidade São João Batista, Tauape, Fotaleza-CE, no dia 25/10/2014.

Louvado seja Deus pelo seu sim!

Dupla Comemoração

Publicado em 8 de dezembro de 2014 \\ Notícias > , ,

Hoje 8 de dezembro de 2014 uma dupla alegria para os Missionários do Sagrado Coração mSC: 160 anos da fundação da Congregação, pelo Pe. Julio Chevalier; e 75 anos da fundação da Paróquia de São Sebastião, que viria a se tornar o Santuário do Sagrado Coração de Jesus em Sufrágio das Almas na Ponte Pequena, como nos lembrou hoje o Pe. Valmir, Pároco e Reitor do Santuário, na missa das 10h00.

Deus sempre nos provê daquilo que realmente necessitamos. Amado Seja para Sempre o Sacratíssimo Coração de Jesus ! Eternamente.

DSCN6802 - Cópia

Imaculada Conceição de Maria

Publicado em 6 de dezembro de 2014 \\ Notícias

Imagem_Ofício_Im.ConcO Ofício de Nossa Senhora, embora de origem medieval, é patrimônio da fé do povo brasileiro a Maria, Mãe de Deus.

Podemos dizer que ele é uma oração para defender a Imaculada Conceição, que sofreu grandes combates, no século XII, por parte de teólogos, até o dia 8 de dezembro de 1854, quando Pio IX, depois de consultar os bispos do mundo inteiro, declarou e definiu como dogma de fé, a doutrina da Imaculada.

O Ofício da Imaculada Conceição foi escrito antes da definição do dogma, na Itália, século XV, por Bernardino de Bustis, com a aprovação do Papa Inocêncio XI em 1678, e enriquecido por Pio IX em 31 de março de 1876.

Uma antiga tradição diz que Nossa Senhora se ajoelha no Céu, quando alguém na Terra, reza o Ofício.

(OFÍCIO DA IMACULADA CONCEIÇÃO. Comunidade Canção Nova).

Ofício da Imaculada Conceição da Virgem Maria

“Deus vos salve, Virgem, Filha de Deus Pai!
Deus vos salve, Virgem, Mãe de Deus Filho!
Deus vos salve, Virgem, Esposa do Espírito Santo!
Deus vos salve, Virgem Sacrário da Santíssima Trindade!

Matinas

Agora, lábios meus,
dizei e anunciai
os grandes louvores
da Virgem Mãe de Deus.

Sede em meu favor,
Virgem soberana,
livrai-me do inimigo
com vosso valor.

Glória seja ao Pai,
ao Filho e ao Amor também,
que é um só Deus em Pessoas três,
agora e sempre e sem fim. Amém.

Deus vos salve, Virgem,
Senhora do mundo,
rainha dos Céus
e das virgens, Virgem.

Estrela da manhã,
Deus vos salve,
cheia de graça divina,
formosa e louçã.

Dai pressa, Senhora,
em favor do mundo,
pois vos reconhece
como defensora.

Deus vos nomeou
desde a eternidade
para Mãe do Verbo
com o qual criou

Terra, mar e céus.
E vos escolheu,
quando Adão pecou,
por esposa de Deus.

Deus a escolheu
e, já muito antes,
em seu tabernáculo
morada lhe deu.

Ouvi Mãe de Deus,
minha oração.
Toquem vosso peito
os clamores meus.

Oração

Santa Maria, rainha dos Céus, Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, Senhora do mundo, que a nenhum pecador desamparais nem desprezais, ponde, Senhora, em nós, os olhos de vossa piedade e alcançai-nos de vosso amado Filho o perdão de todos os nossos pecados, para que nós, que agora veneramos com devoção vossa Santa e Imaculada Conceição, mereçamos na outra vida alcançar o prêmio da bem-aventurança pelo merecimento de vosso benditíssimo Filho Jesus Cristo nosso Senhor, que com o Pai e o Espírito Santo, vive e reina para sempre.

Amém.
[...]

Oferecimento

Humildes, oferecemos
a vós, Virgem pia,
estas orações,
para que em nossa guia,

Vades vós adiante
e, na agonia,
vós nos animeis,
ó doce Maria!
Amém.

Oremos

Suplicantes vos rogamos, Senhor Deus, que concedais a vossos servos lograr perfeita saúde do corpo e da alma e que, pela intercessão gloriosa da bem-aventurada sempre Virgem Maria, sejamos livres da presente tristeza e gozemos da eterna alegria por Cristo nosso Senhor.
Amém.”

O Ofício da Imaculada Conceição não está transcrito na íntegra, apenas a primeira parte e a oração final.

Procure conhecer esta oração poderosa em louvor a Nossa Senhora.

Reze-o em família ou na comunidade.

As lições do Presépio – O verbo de Deus se fez carne para nos ensinar o amor fraterno

Publicado em 3 de dezembro de 2014 \\ Notícias >

As inúmeras transformações ocorridas no contexto sociocultural contemporâneo influenciam a compreensão e a vivência do Natal, pondo em risco o seu sentido primeiro e maior: a celebração do nascimento de Jesus Cristo. O termo “natal”, de origem latina, refere-se a “nascimento”. O Natal é a maior festa de aniversário de nascimento que temos oportunidade de participar durante o ano. Não se faz festa de aniversário sem o aniversariante. O Natal não restringe ao dia 25 de dezembro, mas se prolongar no viver cotidiano das pessoas pelo ano todo que se aproxima.

Aqui quero destacar três lições do presépio:

A primeira é a simplicidade. Jesus nasce na humilde manjedoura, envolto em faixas, acalentado por sua mãe Maria, e José; cercado de gente humilde; pastores e estrangeiros desprezados; os reis magos.

A segunda é a lição do amor. O Natal é a “epifania”, isto é, a revelação do amor de Deus que se faz carne e vem habitar entre nós. Amor que abraça a todos com ternura e misericórdia. Deus ama a todos indistintamente!

A terceira é o alegre louvor dos anjos e dos pastores que nos ensinam a orar reconhecendo e acolhendo o Salvador nascido em Belém, fonte de paz e alegria para todas as pessoas de boa vontade.

Em contraste com a manjedoura de Belém, o estilo consumista tem caracterizado, cada vez mais, o Natal de muita gente. O consumismo, gastos excessivos com bens materiais, contrasta com o autêntico Natal de Jesus. O Papai Noel, tão querido pelas crianças, pode ter o seu lugar, desde que não ocupe o lugar de Jesus. Os presentes mais belos e duradouros não são adquiridos em lojas, mas no pulsar dos corações.

O amor fraterno, a solidariedade, o diálogo, o perdão e a paz são presentes que brotam da gratuidade e da generosidade de quem se dispõe a amar como Deus nos ama.

O presépio nos ensina que devemos caminhar juntos! José e Maria, os pastores, os magos e os próprios anjos nos dão esta lição. O único que pretendeu ir só até Jesus Menino foi Herodes, que acabou não indo. É oportuno refletir, neste Natal, se estamos dispostos a fazer a experiência de caminhar e de viver juntos. O Natal de Jesus deve ser vivido com os familiares, amigos e especialmente com a comunidade cristã. Sem um novo Natal a cada amanhecer, tudo se enfraquece e perde o sentido.

Um Feliz e Abençoado Natal de Jesus a todos!

A minha bênção sacerdotal,

Pe. Valmir Teixeira, mSC
Pároco e Reitor do Santuário das Almas

Preencha cuidadosamente o formulário, pois todos os campos são de preenchimento necessário.

Formulário de Cadastro para Campanhas


Primeira Eucaristia no Santuário – 22/11

Publicado em 2 de dezembro de 2014 \\ Galeria de imagens > Notícias >

Comemoração de Primeira Eucaristia no nosso Santuário em 22/11/2014

Crisma no Santuário – 2014

Publicado em 2 de dezembro de 2014 \\ Galeria de imagens > Notícias >
Página 1 de 2112345...1020...Última »