Padre Humberto comemora hoje (22/06/18) seu Jubileu de Diamante sacerdotal e também seu aniversário natalício. Duas comemorações em um só dia, desde aquele 22 de junho de 1958. Os Missionários do Sagrado Coração do Brasil em geral e da Província de São Paulo em particular se rejubilam, com toda razão.

Sou daqueles que defendem as homenagens principalmente enquanto o homenageado pode recebê-las. Por isso aproveito a ocasião para render Graças a Deus por esse sacerdote que tanto nos dignifica como família religiosa. A sua longevidade profícua e seu serviço à Igreja e à Congregação são sinais de que sua vocação é um exemplo de assimilação da vontade de Deus em sua vida, sobretudo pela sua entrega a uma constante e fiel vida de oração. Pe. Humberto é um confrade reconhecido por todos como emblemático. Desde o início de seu presbiterato até os dias de hoje, coloca seus dons a serviço das missões a ele confiadas.

Formador de inúmeras gerações de MSC, seja na filosofia, seja como mestre de noviços, deixou sua marca em seus formandos, muitos deles hoje seus confrades, alegram-se com o seu Jubileu. Dedicado a vida provincial, sua presença a frente de nossos colégios atrai sobre ele inúmeros reconhecimentos. Homem de alta cultura, teólogo refinado com mestrado em Mariologia. Escritor e articulista objetivo e pontual, sempre deixou-se envolver com a vida de nossa província, liderando-a inclusive, nos anos em que foi Provincial. Como bom mineiro é discreto, de humor sempre oportuno, e sobretudo um homem de vida simples e hábitos frugais. Um MSC com os predicados que são necessários a um filho de Julio Chevalier. Um homem de Igreja, afinado com o tempo que vive, atual e participativo. Tive o prazer de morar por pouco tempo com Pe. Humberto, na Vila Formosa em São Paulo quando o sucedi no Seminário de Filosofia. Dele inclusive, recebi de presente o meu cálice de ordenação há 23 anos.

Celebrar este dia tão feliz para nós MSC é beber um pouco nessa fonte de inspiração que nos dá o Pe. Humberto, seja pela sua vida ou pelo seu sacerdócio. Que Deus o abençoe, e que Nossa Senhora do Sagrado Coração o cubra sempre mais com seu manto. O seu sacerdócio é um presente de Deus, para a Igreja, para sua família e para nós seus confrades. Parabéns.

Pe. Alex Sandro Sudré, MSC