“Maria é verdadeiramente mãe da Igreja,… não se pode falar da Igreja sem que ela esteja presente” Pue 291.

Querido internauta, neste mês de maio, somos convidados a expressar carinhosamente a nossa devoção a Maria, mãe de todos os batizados.

Esta afirmação do documento de Puebla nos dá uma noção da importância de Maria para a vida da Igreja, em sua missão de mãe dos batizados.   A palavra Igreja significa Assembleia. “Assembleia dos que possuem a graça de Cristo recebida no Batismo”.  Maria, ao acolher a vontade de Deus aceitando ser a mãe do Salvador, recebe por primeiro esta graça. Sendo assim, ela acolhe também o embrião da Igreja nascente, tornando-se a representante por excelência desta assembleia de batizados.

O sim de Maria tem desdobramentos importantes para a missão da Igreja.  Jesus vai confiar aos seus discípulos a missão de evangelizar: “Ide por todo mundo e anunciai o evangelho” (Mc 16,15). Maria se torna protagonista desta missão quando assume em sua própria vida o Filho de Deus.  O sim de Maria representa a atitude de quem descobriu que não é somente destinatária desta boa noticia, mas é também portadora. Nisto consiste a dimensão evangelizadora do seu sim.

Outro desdobramento do sim é a relação de intimidade com a Igreja.   A comunidade igreja nasce desta entrega de Jesus na Cruz, porém, se oficializa, ao formar sua primeira comunidade em Jerusalém, com infusão do espirito Santo (At 2. 37-42). Maria, mais uma vez, está à frente, pois já havia feito a experiência do Espírito por ocasião de sua concepção.  Agora, se apresenta como modelo de discípula e mãe, participando  deste momento em que a Igreja surge  como instituição. É o rosto materno da Igreja que nasce.

“Por tudo isto, Maria se torna ‘‘um ícone escatológico, como mãe da Igreja”, afirmou o saudoso São João Paulo II.  Ao ser preservada da mancha do pecado, e elevada aos céus, Ela antecedeu o que será a Igreja triunfante de Jerusalém. Sendo assim, a virgem assume também, o titulo de “mãe da esperança”.

Neste mês de maio, manifestemos a nossa esperança, festejando Nossa Senhora com os nossos louvores e agradecimentos. Para nós, Missionários do Sagrado Coração de Jesus, um momento especial: celebramos a festa da nossa padroeira, Nossa Senhora do Sagrado Coração.

Pe Edvaldo Rosa de Mendonça, MSC.

Maio de 2017