Ao meio-dia, o Papa rezou com os fiéis na Praça S. Pedro o Angelus e pediu orações por sua iminente viagem ao Chile e ao Peru. Francisco anunciou também que a partir de agora o Dia Mundial do Migrante será celebrado no segundo domingo de setembro.

Cidade do Vaticano –

Superar uma religiosidade costumeira e reavivar o encontro com Jesus: esta foi a reflexão que o Papa fez aos fiéis reunidos na Praça S. Pedro para rezar com ele a oração do Angelus.

Na sua alocução, Francisco comentou o Evangelho do dia, que propõe a manifestação do Senhor, assim como na festa da Epifania e do Batismo de Jesus.

Desta vez, é João Batista que indica Jesus aos seus discípulos como o “Cordeiro de Deus”, convidando-os que O sigam. João Batista é uma testemunha fundamental, pois por primeiro percorreu o caminho e encontrou o Senhor. E justamente por isso pode orientar o caminho aos demais: “Vinde ver”.

Neste caminho, indicou o Papa, não é suficiente construir uma imagem de Deus baseada no “ouvir falar”; é preciso ir à procura do Mestre e ir onde Ele está, como fazem os dois discípulos.

A vida de fé, explicou o Papa, consiste no desejo ardente de estar com o Senhor e, portanto, numa busca contínua do lugar onde Ele habita.

“Portanto, somos chamados a superar uma religiosidade costumeira e certa, reavivando o encontro com Jesus na oração, na meditação da Palavra de Deus e na frequência aos Sacramentos, para estar com Ele.”

 

Mudança no Dia Mundial do Migrante

Ao final da oração mariana, ao saudar os grupos de peregrinos presentes na Praça, o Papa recordou a celebração do Dia Mundial do Migrante e do Refugiado.

“Na minha mensagem para este Dia, destaquei que as migrações são hoje um sinal dos tempos. A propósito, desejo reafirmar que a nossa resposta comum poderia ser articulada ao redor de quatro verbos fundados nos princípios da doutrina da Igreja: acolher, proteger, promover e integrar.”

O Papa então anunciou que, por motivos pastorais, o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado será celebrado a partir de agora no segundo domingo de setembro. A próxima celebração, portanto, será em 8 de setembro de 2019.

Viagem Apostólica

Francisco pediu que os fiéis o acompanhem com a oração em vista da viagem que tem início na segunda-feira (15/01) à América Latina, visitando dois países: Chile e Peru.