Vitral-Sagrado-Coracao

 

Nossa Senhora do Sagrado Coração…

08 dezembro 1014 – Casa Geral!

Irmãos Queridos…

Saudações e Parabéns para a “pequena comunidade MSC”, que comemora 160 anos de existência no dia 8 de dezembro de 2014. Parece muito tempo, mas no contexto da história da Igreja, certamente diria que somos uma das “Congregações mais jovens”. Pergunte ao seu irmão John Ehlefeldt da Austrália ou o bispo Andreas Sol de Indonésia. Ambos fizeram o noviciado faz 80 anos, cada um tem experimentado pessoalmente a metade da história da Congregação. Talvez eles fossem os únicos indicados a escrever esta carta!

Em setembro celebramos a Conferência Geral na Guatemala. O tema foi: A liderança à luz do nosso carisma. Depois de alguns dias de reflexão e partilha sobre este tema, estamos diante de uma série de questões e mandatos importantes do último Capítulo Geral. Você certamente já viu as decisões da Conferência. No domingo, 20 de setembro, fizemos uma peregrinação emocionante para Joyabaj, a cidade onde nosso irmão MSC Faustino Villanueva foi martirizado. No último dia da conferência, todos concordaram que foi uma Conferência frutífera e inspiradora.

Uma das razões citadas para o sucesso da conferência foi o processo de discernimento comum que seguimos no início de cada dia. Após 30 minutos de oração pessoal e meditação sobre um texto bíblico, em pequenos grupos compartilhávamos o que nos havia marcado durante o tempo de oração. Demos prioridade a dois elementos fundamentais da nossa vida religiosa: orar/escutar a Deus, a comunidade e o outro. Isso nos deu um forte sentimento de fraternidade e nos ajudou a nos concentrar em diferentes temas que discutimos todos os dias. Será que podemos dizer que temos encontrado a chave para a renovação como religiosos MSC?

Há mais de 40 anos de nossa existência estamos falando sobre a renovação da vida religiosa e um retorno à fonte de nossa vocação. Jesus está constantemente chamando seus discípulos para estar com ele e “estar com ele” significa deixar certas coisas e se deslocar de um lugar para outro, e a nossa vocação envolve mudanças e conversão diária. Às vezes, como Faustino Villanueva, somos desafiados a fazer grandes sacrifícios apenas “para estar com ele” e “para estar com os pequenos, a quem Ele nos enviou.” Às vezes é o suficiente para lembrar que ele nos chama e nos deu uma missão e que temos de assumir.

Eu tenho de lembrar diariamente que sou um religioso. Eu necessito lembrar que eu sou um missionário do Sagrado Coração. Eu não posso esquecer que me chama para estar com Ele e me envia para tornar visível o seu amor para os que me rodeiam. Mesmo que, em razão da idade ou de saúde, eu não sou capaz de aceitar um “ministério”, eu ainda tenho uma missão para fazer presente esta compaixão e o amor onde eu estou. Isso é o mais importante e mais urgente do que qualquer ministério que já não posso fazer.

Um dos temas discutidos na conferência foi a nossa “visão/plano para o futuro” (como províncias e Congregação). Daqui a pouco vocês vão receber um documento que é o resultado das nossas deliberações na Conferência sobre este ponto, e deve servir como uma ferramenta de trabalho, enquanto nos preparamos para os Capítulos Provinciais e o Capítulo Geral, durante os próximos três anos. Entre outras coisas, o processo de discernimento comum que continuaremos a trabalhar na “visão” vai nos ajudar a esclarecer a nossa identidade MSC como religiosos na Igreja e torná-lo mais fácil de procurar apostolados em linha com o nosso carisma e as necessidades do Pueblo de Deus.

Ao celebrar o 160º aniversário, fazemos uma pausa para lembrar muitos momentos da nossa história. Vêm à mente tantas cerimônias de envio à missão, muitas histórias heróicas de nossos irmãos que se sacrificaram tanto para o Evangelho e pelo Povo de Deus. Lembramo-nos dos heróis do passado e de hoje: todos os irmãos que têm levado a sério a sua vocação de Missionários do Sagrado Coração. Há muito a ser agradecido, muito a pedir perdão e muita esperança para o futuro. Que o Deus da Vida nos dê força e coragem para continuar o bom trabalho que Deus começou em nós.

Aproveito esta oportunidade para lhe desejar um “abençoado Natal” e um Ano Novo 2015 com paz e alegria. O Ano Novo nos trará a beatificação de outro mártir Leigo da nossa Família, Benedito Daswa da África do Sul. Seu entusiasmo pela missão e sua coragem para enfrentar a oposição violenta e sua posição contra a bruxaria é outro exemplo do espírito que temos.
No Coração de Cristo…

MarkMcDonald,MSC;
RafaelRodríguez,MSC;
F.-X.Wahyudi,MSC;
CarlTranter,MSC;
Chris McPhee, MSC